Areia, animal, arquivo e alcachofra:

Quatro ensaios inclassificáveis

 

Organizador: Eduardo Jorge de Oliveira

 

Areia, animal, arquivo e alcachofra: quatro ensaios inclassificáveis trata-se de uma reunião de ensaios de Eduardo Jorge de Oliveira (responsável ainda pela organização do livro), Luciana Andrade Gomes, Maria Elisa Rodrigues Moreira e Maria Tereza Gomes de Almeida Lima. Os quatro pesquisadores, que desenvolvem seus projetos na Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), compartilham neste livro os problemas da classificação nas obras de escritores como Wilson Bueno, Jorge Luis Borges e Italo Calvino, assim como do cineasta Peter Greenaway e do amador teatral Antonio Guerra.

 

Segundo a escritora e professora de Teoria Literária da UFMG, Maria Esther Maciel, na orelha do livro: "Sob o viés da atopia e da multiplicidade, os quatro pesquisadores mostram como cada um desses escritores/artistas – em afinidade e dessemelhança com o outro – exercitam seus próprios antissistemas taxonômicos, seja através da criação de bibliotecas infinitas, coleções improváveis, enciclopédias e álbuns absurdos, seja pela incursão na estranheza dos zoológicos distantes e invisíveis."

 

Neste aspecto convém citar a epígrafe que abre o livro, de Italo Calvino, que marca bem tanto o papel da literatura perante os problemas de classificação e quanto o processo de reflexão desses autores: "A realidade do mundo se apresenta a nossos olhos múltipla, espinhosa, com estratos densamente sobrepostos. Como uma alcachofra. O que conta para nós na obra literária é a possibilidade de continuar a desfolhá-la como uma alcachofra infinita, descobrindo dimensões de leitura sempre novas".

 

Dados Técnicos

Nº de páginas: 88

Formato: 15,5x22,5cm

Acabamento: Brochura

Ano: 2009 – 1ª Edição

ISBN: 978-85-99361-11-5

Preço: R$ 25,00

 

 

 


Entrevista concedida para Rádio UFMG
Programa Universo Literário em 12/08/2009
Tempo: 16:10 min - Tamanho: 6,47 MB
Entrevistado: Eduardo Jorge de Oliveira